ECOSSISTEMA

 

          O conjunto de fatores abióticos( componentes vivos) e fatores bióticos(componentes não vivos), em constante interação, influenciando-se reciprocamente, formam o ecossistema.

http://www.google.com.br/imgres?num=10&hl=pt-BR&biw=1024&bih=659&tbm=isch&tbnid=sXji_gfyYRM0ZM:&imgrefurl=http://pensadoresdomeioambiente.blogspot.com/2011/04/falando-um-pouco-mais-de-ecossistema.html&imgurl=http://3.bp.blogspot.com/_dwSDVIbKPdU/S-3ersk5ZGI/AAAAAAAAADU/n7JoiIPaApo/s1600/ecossistema.jpg&w=534&h=400&ei=7x45UIWiKoXr6gGQj4GgAw&zoom=1&iact=hc&vpx=124&vpy=341&dur=723&hovh=194&hovw=259&tx=215&ty=58&sig=105582756612712526999&page=1&tbnh=142&tbnw=227&start=0&ndsp=12&ved=1t:429,r:4,s:0,i:149

 

Ecótono

É a região de transição entre dois ecossistemas, onde se encontram espécies desses ecossistemas, e espécies próprias.

 

A grande diversidade de ecossistemas


Ecossistemas naturais - bosques, florestas, desertos, prados, rios, oceanos, etc.
Ecossistemas artificiais - construídos pelo Homem: açudes, aquários, plantações, etc.

Atendendo ao meio físico, há a considerar:

  • Ecossistemas terrestres
  • Ecossistemas aquáticos

Quando, de qualquer ponto, observamos uma paisagem, percebemos a existência de descontinuidades - margens do rio, limites do bosque, bordos dos campos, etc., que utilizamos frequentemente para delimitar vários ecossistemas mais ou menos definidos pelos aspectos particulares da flora que aí se desenvolve. No entanto, na passagem, por exemplo, de uma floresta para uma pradaria, as árvores não desaparecem bruscamente; há quase sempre uma zona de transição, onde as árvores vão sendo cada vez menos abundantes. Sendo assim, é possível, por falta de limites bem definidos e fronteiras intransponíveis, considerar todos os ecossistemas do nosso planeta fazendo parte de um enorme ecossistema chamado ecosfera. Deste gigantesco ecossistema fazem parte todos os seres vivos que, no seu conjunto, constituem a biosfera e a zona superficial da Terra que eles habitam e que representa o seu biótipo. Ou seja:


BIOSFERA + ZONA SUPERFICIAL DA TERRA = ECOSFERA


Mas assim como é possível associar todos os ecossistemas num só de enormes dimensões - a ecosfera - também é possível delimitar, nas várias zonas climáticas, ecossistemas característicos conhecidos por biomas, caracterizados por meio do fator Latitude. Por sua vez, em cada bioma, é possível delimitar outros ecossistemas menores.
Bioma é conceituado no mapa como um conjunto de vida (vegetal e animal) constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade biológica própria.

 

http://www.sobiologia.com.br/conteudos/bio_ecologia/ecologia10.php

nome: Letícia

 

Classificação das plantas

 

As plantas cobrem boa parte dos ambientes terrestres do planeta. Vistas em conjunto, como nesta foto, parecem todas iguais. Mas na realidade existem vários tipos de planta e elas ocupam os mais diversos ambientes.

Você já sabe que para classificar, ou seja, organizar diversos objetos ou seres em diferentes grupos, é preciso determinar os critérios através dos quais identificaremos as semelhanças e as diferenças entre eles.

Vamos ver agora como as plantas podem ser classificadas.

O reino das plantas é constituído de organismos pluricelulares, eucariontes, autótrofos fotossintetizantes.

É necessário definir outros critérios que possibilitem a classificação das plantas para organizá-las em grupos menos abrangentes que o reino.

 

               Em geral, os cientistas consideram como critérios importantes:

  • Os nomes dos grupos de plantaster ou não estruturas reprodutoras (semente, fruto e flor) ou ausência delas.
  • Criptógama: palavra composta por cripto, que significa escondido, e gama, cujo significado está relacionado a gameta (estrutura reprodutiva). Esta palavra significa, portanto, "planta que tem estrutura reprodutiva escondida". Ou seja, sem semente.
  • Fanerógama: palavra composta por fanero, que significa visível, e por gama, relativo a gameta. Esta palavra significa, portanto, "planta que tem a estrutura reprodutiva visível". São plantas que possuem semente.
  • Gimnosperma: palavra composta por gimmno, que significa descoberta, e sperma, semente. Esta palavra significa, portanto, "planta com semente a descoberto" ou "semente nua".
  • Angiosperma: palavra composta por angion, que significa vaso (que neste caso é o fruto) esperma, semente. A palavra significa, "planta com semente guardada no interior do fruto". 

 

 

Fonte: http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos4/plantas.php

 

Nome: Daniele Flores Bacci

                                                                                                                                        

Nome:Daniele Flores Bacci

 

                                                                                                  Cadeias alimentares:

 
A matéria está constantemente mudança dentro de um ecossistema, ou dito de outra forma, o que os seres vivos retiram do ambiente, eles devolvem. Tem sido assim desde o início da existência da vida da terra, até os dias de hoje. Trata-se de um ciclo eterno.
Além da matéria, a energia também passa por todos os componentes de um ecossistema, só que, no entanto, enquanto a matéria circula, a energia flui, o que significa que a energia não retorna ao ecossistema como a matéria como iremos ver na próxima seção.
Como podemos notar, os ecossistemas possuem uma constante passagem de matéria e energia de um nível para outro até chegar nos decompositores, os quais reciclam parte da matéria total utilizada neste fluxo. A este percurso de matéria e energia que se inicia sempre por um produtor e termina em um decompositor, chamamos de cadeia alimentar.

Componentes de uma cadeia alimentar
Obrigatoriamente, para existir uma cadeia alimentar devem estar presentes os produtores e os decompositores. Entretanto não é isso o que acontece na realidade, pois outros componentes estão presentes.
Desta forma a melhor maneira de se estudar uma cadeia alimentar, é através do conhecimento dos seus componentes, ou seja, toda a parte viva (fatores bióticos) que a compõe. Os componentes de todas as cadeias de uma forma geral podem ser enquadrados dentro das seguintes categorias:
• Produtores - são todos os seres que fabricam o seu próprio alimento, através da fotossíntese, sendo neste caso as plantas, sejam elas terrestres ou aquáticas;
• Consumidores - os animais obtêm sua energia e alimentos comendo plantas ou outros animais, pois não realizam fotossíntese, sendo, portanto incapazes de fabricarem seu próprio alimento.
• Decompositores - apesar da sua importância, os decompositores nem sempre são muito fáceis de serem observados em um ecossistema, pois sendo a maioria formada por seres microscópicos, a constatação da sua presença não é uma tarefa tão fácil. Cadeias alimentares: 
A matéria está constantemente mudança dentro de um ecossistema, ou dito de outra forma, o que os seres vivos retiram do ambiente, eles devolvem. Tem sido assim desde o início da existência da vida da terra, até os dias de hoje. Trata-se de um ciclo eterno.
Além da matéria, a energia também passa por todos os componentes de um ecossistema, só que, no entanto, enquanto a matéria circula, a energia flui, o que significa que a energia não retorna ao ecossistema como a matéria como iremos ver na próxima seção.
Como podemos notar, os ecossistemas possuem uma constante passagem de matéria e energia de um nível para outro até chegar aos decompositores, os quais reciclam parte da matéria total utilizada neste fluxo. A este percurso de matéria e energia que se inicia sempre por um produtor e termina em um decompositor, chamamos de cadeia alimentar.



http://educar.sc.usp.br/ciencias/ecologia/cadeia.html

 

  Nome: Flaviane

                        Cadeia Alimentar
 

O que é a cadeia alimentar 

As diferentes espécies que fazem parte de um ecossistema desempenham funções diferentes dentro da cadeia alimentar. Podemos começar pelas plantas, que produzem seu próprio alimento utilizando-se somente da luz solar, que as tornam capazes de extrair substâncias inorgânicas, que estão no solo e na atmosfera, transformando-as em substâncias orgânicas.

Em seguida temos os herbívoros, animais que se alimentam somente de plantas. Dentro da cadeia alimentar eles são chamados de consumidores, pois se alimentam dos produtores, assim são chamadas as plantas por produzirem seu próprio alimento. 

Por último, dentro desta divisão, estão os animais carnívoros como os leões, onças, leopardos e muitos outros que desempenham o papel de predador dentro da natureza. Os predadores se alimentam dos herbívoros, ou seja, dos consumidores. Após digerirem suas caças, os dejetos destes animais são depositados no solo fazendo com que os organismos decompositores concluam o ciclo da vida, ou seja, estes organismos decompõem as substâncias orgânicas encontradas nas fezes destes animais e as transforma em substâncias inorgânicas, como já vimos no início. Daí em diante, as plantas, com a ajuda do Sol, produzem seu alimento reiniciando o ciclo da vida. 

O equilíbrio do ecossistema está profundamente ligado a realização de todas estas etapas. Caso alguma destas espécies venha a ser extinta, as outras não resistirão, uma vez que todas possuem uma relação de interdependência, ou seja, uma depende da outra para sobreviver. 

O desequilíbrio do ecossistema é um dos principais problemas ambientais da atualidade. Com a extinção de algumas espécies animais e vegetais, está ocorrendo cada vez mais problemas em cadeias alimentares e, por consequência, prejuízos para o ecossistema. A caça predatória de animais, a poluição das águas, do ar e a contaminação de rios são os fatores que influem diretamente neste tipo de problema ambiental.

 

_______________________________

http://www.suapesquisa.com/ecologiasaude/cadeiaalimentar/    

hora:19h30

 

Nome: Wellerson